quarta-feira, 10 de novembro de 2010

AVALIAR.......


Nilton Cesar um dos envolvidos na proposta como restaurador das fotografias em programas de computador. Os programas usados foram...Photo Editor, para tirar manchas pequenas brancas e escuras. Shutterfly Studio- para melhorar a nitidez, como se fizesse uma maquiagem na foto, Photo scape para fazer requadros, fazer as laterais das fotos .

Yuri Palestino- fez a catalogação das fotos por famílias.

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Quadro da Proposta Pedagógica

Etapas

Período

Ação

Objetivo

Interlocutores

Primeiros contatos

09 a 31/08

Caminhada tornar o familiar estranho

Conhecer os trajetos,encontrar lugares onde a arte pode acontecer

Acadêmica

Famílias, lugares públicos,privados feira aberta

Planejamento inicial

01 a 30/09

Entrando pela porta

Conhecer como se estrutura esta porta de entrada

Acadêmica

Famílias e prefeitura

Negociações

10 a l5 de outubro

Catalogação das fotos

Selecionar fotos que irão fazer parte da restauração

Acadêmica,

Niltom César e Iury Palestino

Elaboração do projeto

De 15 de outubro

Apresentação da Proposta pedagógica

Estabelecer metas, estruturação da proposta

Acadêmica e Formadoras

Realização

07 a 30 de outubro

Desenvolvimento da ação pedagógica

Resgatar e manter a memória e a identidade das famílias pioneiras de Caturaí através da fotografia.

Famílias, Apolinário , Manso, Moreira e Vicente

Prefeitura Municipal de Caturaí

Avaliação

Data a estabelecer

O resultado de todo esse esforço será produção de um vídeo com as fotografias restauradas e impressas .

Causar um diálogo entre as famílias, onde resultará na produção de um vídeo com fotografias das famílias pioneiras que mostra com clareza a proposta que é “Porta de Entrada” em um espaço informal para o desenvolvimento de atividades educativas por meio das Artes Visuais.

Famílias, Acadêmica, Prefeitura e formadoras

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Proposta Pedagógica!

ATELIÊS INTEGRADOS, ESTÁGIO SUPERVISIONADO E QUESTÕES MULTICULTURAIS


PROJETO DE INTERVENÇÃO ARTÍSTICO-PEDAGÓGICA


FRAGMENTOS DA MEMÓRIA

INTRODUÇÃO

Os primeiros passos para a elaboração desta proposta foi desgastante pois não sabíamos para onde caminhar e nem como caminhar, foram feitas inúmeras visitas, fotografias destes lugares , de pessoas, até que surge então as primeiras idéias o que fazer, com toda esta pesquisa pra que rumo caminhar como dialogar com estas famílias? Então conversando com as famílias e prefeitura, chegamos a primeira idéia quais seriam as famílias a fazerem parte desta proposta? Como vamos preservar esta história de que jeito faríamos?

Começamos a responder estes questionamentos a buscar fotos das famílias, Vicente, Apolinário,Moreira e Manso algumas já nem existem mais , mas deparamos com fotos rasgadas, muito manchadas, apagadas logo para se fazer uma documentação teríamos que passá-las por um processo de recuperação é com isso que se faz a proposta.

OBJETIVOS

Resgatar e manter a memória e a identidade das famílias pioneiras de Caturaí através da fotografia.

JUSTIFICATIVA

Projeto Fragmentos da Memória – (Fotografia ) nasceu do desejo de resgatar e manter a memória e a identidade das famílias pioneiras .Existem muitas fotografias que estão no poder de várias famílias, mais a história está esquecida e a fotografia é mais que um recorte do tempo, uma representação da história na viagem iconográfica pelo tempo ,as fatos, um dia enquadrados nas câmeras de nossos retratistas passariam por um processo de recuperação em programas de computadores e montaríamos um álbum fotográfico para ficar com estas famílias mais em forma de vídeo ,pois seria um processo de preservação destas fotografias Esta proposta também irá servir para chamar a atenção das antigas famílias hoje dispersas e dos habitantes locais que por certo vão se interessar pela história e memória demonstrada em tecnologias modernas e não cansativas. A idéia é fazer junto a prefeitura municipal e famílias pioneiras de minha cidade a preservação de nossa história através de fotografias e um Vídeo que será entregue para cada família que contribuiu. Para a construção desta proposta ....

METODOLOGIA

Todos os trajetos serão fotografados, filmados, as famílias que também serão nosso alvo de investigação partilhará conosco seus desejos de se exporem em fotografia, funcionários da Prefeitura Municipal auxiliará na recuperação das fotografias e produção de um vídeo sobre o percurso na tentativa de encontrar e executar os trabalhos na porta de entrada para uma Cidade Educadora

Artista ao qual me inspirei

Momentos ùnicos!


Famílias pioneiras na busca pela preservação de sua história.....

sábado, 25 de setembro de 2010

Trailer - Fragmentos

Minha memória é livre e é nesta liberdade, que despertam recordações!

O que trás estas recordações?
Que pessoa ?
Que família?
Que tempo ?
Que lugar ?
Que sentimento?
O que ou quem habita nesta MEMÓRIA?
video

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Poética!!!!! Temática


Temática da porta de entrada
" MEMÓRIAS"




FRAGMENTOS DA MEMÓRIA


Ao Ponto da diversidade de expressões.
Livres para escutar, pensar e fazer. Compartilhar.
Direto na cabeça do mundo,
Porque a diversidade é o lugar em que se transita o local e global.
A Rede é o não–lugar, onde quem está pode sair de repente
Para dar lugar a outras formas de ser.
No Ponto são diversas as expressões de opinião,
De sentimentos, de gestos e de presença.
É a fruição da Memória, da Afirmação e do Futuro.
Saberes e fazeres em nome da cidadania.

Minha memória é livre
Recordar depende dela não de mim
E é nesta liberdade
Que despertam recordações sem fim.
Surgem sempre trazendo saudade
Repetem-se sem aviso,até à exaustão.
E sempre que é preciso
Surge lembrança que parecia enterrada,

Finalmente descubro que pesa sobre
mim a herança de meu tempo,
É ela que mato e é ela
quem me renasce.
Fisicamente, habitamos um espaço,
Mas sentimentalmente somos habitados por uma memória.


Autora: Ines abadia Stival Mavhado.

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Leitura Inspirada!!!!!


Baseada em meu trajeto, tentarei buscar uma poética que fale da minha Porta de Entrada!

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Qual porta irá se abrir!


Como escolher a porta que irá abrir?

Vejo com muita dificuldade toda a proposta mas espero acolhaer quando chegar a hora.
Tenho que questionar,para poder desafiar!

Caminhos a se abrir!

Os caminhos se abrem apartir de nossas curiosidades!

terça-feira, 31 de agosto de 2010

sábado, 28 de agosto de 2010

Carta das Cidades- Vida!!!!!!


Vida, estranha viagem,
são corredores de luz.
Uns são infinitos, outros são becos.
Uns eternos, outros efêmeros.

Vida, mandala de destinos.

Um corpo pesado
ou um ser alado.
Cavalo indomado de cada um.

Vida, e as incontáveis estrelas

iluminando o relevo urbano.
São mãos que fazem,
são espíritos que sonham.

É o coração vermelho de cada um

buscando a sua perdida liberdade

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Ampliar a experiencia! TÓPICOS



Ampliarmos a experiência de estágio para além dos muros da escola tomando a cidade como referência para a elaboração de projeto.


A cidade que é feita pelas

mãos daqueles que as constroem.

todos os fazeres, saberes e viveres pelos

quais as pessoas se constituem em seus lugares, nas suas cidades, nas suas terras.

.

BOTAR O PÉ NA RUA


Caminhar de fato pela sua cidade,tornar o familiar estranho !!!

A arte que existe em nossa vida cotidiana é invisível,torná-la visível é o nosso desafio.



Esse olhar sobre a cidade: buscando descobrir em cada

um a cidade que habita, que foi se construindo ao longo dos tempos e que,

podem representar a possibilidade de ir consolidando um olhar mais apurado

olhar crítico e mais sensível para o contexto e o meio ambiente.



Resultado das apreensões promovidas pelo passeio na cidade não deixando escapar os pontos educativos encontrados pelo caminho.

domingo, 22 de agosto de 2010

Trajeto

Minha rua, minha vida ,meu caminho.......

Meu espelho,meu desafio,meu lugar!!!!!!!

sábado, 21 de agosto de 2010

Qual porta de abriu!!!!!!


Minha porta é o PETE!


É um programa para crianças e adolescente que são comtemplados com o bolsa família

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

MINHA CARTA!




Consigo me ver como membro da minha cidade, pertenço as suas ruas,suas casas, sua praça, não consigo ver em mim o reflexo quanto ao comportamento, o que seria a cidade sem mim ou o que seria de mim sem a cidade. Me considero uma cidadâ de referencia, como mãe trabalhadora e como liderança.Acredito ser necessária para as atividades comunitárias. Concluido,consigo ver a cidade em mim pelo meu jeito de falar,vestir,pelo meu jeito simples de atuar.
INÊS ABADIA STIVAL MACHADO.

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Texto Presencial

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS – UFG/UAB

FACULDADE DE ARTES VISUAIS

CURSO LICENCIATURA EM ARTES VISUAIS

Disciplina: Psicologia da arte

Tutora: Laura Boletti

Acadêmicos: Inês Abadia Stival Machado

Vilma Aparecida da Silva

Segundo Fayga ao retirar da arte o caráter de trabalho esta é reduzida a algo supérfluo, permitindo-nos indagar se a sobrevalorização é um mito ou uma ideologia sustentadas por motivações culturais, políticas e econômicas.

A arte passou a ser considerada e valorizada a partir do momento em se caracterizou como trabalho adquirindo novo valor cultural e quem seria este observador, a que tipo de sociedade ele pertence.

Para Hannah Arendt a arte é a materialização efêmera da ação humana ,transformando-a em algo tangível, que pode ser lembrado e comentado no seu próprio tempo e pelas futuras gerações, isto é, pode ser que a valorização da arte não aconteça no mesmo tempo e espaço em que foi criada, podendo acontecer muito depois, a exemplo disto temos o artista impressionista Vincent Van Gogh que teve suas obras valorizadas após sua morte.

A criatividade define o conceito de trabalho não só artístico como também, científico, tecnológico e artesanal, estando intimamente ligada a esses fatores.

Destaca-se a diferença entre labor, trabalho e ação.

O primeiro que é labor ,define-se pela manutenção das necessidades básicas sem durabilidade (atividades cotidianas repetitivas), o segundo que é trabalho, construção de bens duráveis significativos para humanidade é o que garante o desenvolvimento de uma sociedade no qual tem como autor o ser humano e o terceiro , ação é a construção social e relação entre os sujeitos ou seja sua realidade depende inteiramente da pluralidade humana, da presença cosntante de outros que possam ver e ouvir, cuja existencia possamos atestar.

O que quer que façamos devemos faze-lo para ganhar o nosso próprio sustento.

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

PORTINARI!


Portinari...... sou admiradora deste artista.
Tenho verdadeira simpatia pela sua história de vida.
Ele trás em algumas de suas inúmeras obras, o carinho e o amor pela cidade onde ele morou e passou sua infância. Uma pequenina cidadezinha chamada BRODOWSK.

NOSSAS HISTÓRIAS SE PARECEM UM POUCO.
Neto de imigrantes italiano,chega numa cidadezinha no estado de São Paulo chamada Brodowsk, vão trabalhar numa fazenda de cafezal de terra rocha. Trás consigo o amor pela família, pela igrejinha de sua cidade, pelas brincadeiras, pelo circo que chegara na cidade. pelas festas.



Sou neta de imigrante italiano, que chegou no Brasil pra trabalhar no café....... familia a qual tenho verdadeiro orgulho de ter nascida. Com histórias muito parecidas com as de Portinari....

Então seria injusto se eu não o trouxece para este trabalho .



















segunda-feira, 9 de agosto de 2010